Paisagismo culinário

Muitas gerações antes de nós viviam das frutas, nozes e ervas que existiam ao seu redor, com um pouco de reflexão e criatividade é possível recriar as "paisagens comestíveis" do passado dentro de seu jardim, no seu seu quintal, ou mesmo dentro de sua casa ou apartamento, não importa o tamanho, deixando uma colheita comestível de cor, fragrância, interesse e prazer ao longo dos anos.

O "paisagismo culinário" é uma oportunidade de trazer plantas nativas e frutíferas ao seu dia a dia, de modo a desfrutar dos benefícios que estas plantas e frutos podem lhe proporcionar. Para que isso funcione, eis algumas dicas que podem lhe ajudar.

Para começar:

  • Crie um plano: como em qualquer bom paisagismo, é sempre melhor criar um plano. "Os que não planejam, planejam falhar". Sempre sai mais barato planejar, verificar opções, custos e etc, do que o amargo custo de um serviço mal feito ou dos elevados custos e tempo perdido do retrabalho. Você pode utilizar um rabisco simples no papel ou até mesmo softwares um pouco mais elaborados(mas ainda gratuitos) para planejar e projetar seu jardim, pode-se usar o "paint" ou qualquer outro programa semelhante para registrar e organizar suas ideias;
  • Escolha espécies adequadas: Para aqueles com paisagens estabelecidas, isso pode significar identificar em seu ambiente as plantas existentes que serão substituídas por variedades comestíveis. Verifique quais plantas melhor se adaptam ao seu ambiente, quais depois de adultas, quando crescerem, não irão danificar paredes, estruturas, calçadas e etc. decida o melhor lugar para plantá-las. Procure por espécies regionais, que possam lhe fornecer frutos ou flores por todo o ano, ou que possam se revesar entre si, de modo a garantir uma boa variedade em seu ambiente. Goiabeiras, mangueiras, cajueiros, coqueiros, limoeiros, laranjeiras entre diversas outras espécies podem ser utilizadas. Por exemplo, ao invés de tradicionais trepadeiras nas treliças ou pérgolas, pode-se com muito sucesso utilizar mudas de maracujá, que dá flores belíssimas e frutos deliciosos.
  • Pequenos espaços: você pode ter um jardim com uma "paisagem comestível" mesmo dentro de casa ou em seu apartamento, diversas espécies se adaptam com facilidade às suas necessidades, por exemplo: é possível ter um pequeno canteiro com hortaliças ou aromáticas na sua cozinha, para isso você pode utilizar pequenos jarros, potes plásticos, jardineiras ou até mesmo calhas suspensas na área de serviço. A cebolinha após ser utilizada pode ter suas raízes replantadas de modo que sempre contará com ela de forma gratuita em seus pratos.
  • Converse com quem entende: É melhor falar com o pessoal dos viveiros locais e se informar quais as plantas podem ser comestíveis e quais irão se adaptar ao seu ambiente. Existem muitas variedades de plantas e árvores, que crescem aqui que pode proporcionar material comestível seja fruto, flores, folhas ou raízes. Sempre verifique com um profissional experiente antes de assumir que algo pode ser consumido. Existem muitos livros que podem ser encontrados sobre o tema.

Enfim, é possível resgatar a tradição de cultivarmos pomares e hortas mesmo vivendo dentro da cidade e contando com pouco espaço com os princípios básicos do paisagismo culinário.

Para saber mais entre em contato conosco.

contato@arbustus.com.br

(85) 3047.3154 ou 4141.6337

www.arbustus.com.br

No Comments Yet.

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: