09 Plantas muito esquisitas do nosso planeta

Nosso planeta é cheio de maravilhosas e bizarras surpresas, o reino vegetal não poderia ser diferente. Vamos mostrar 09 das plantas mais estranhas já encontradas. Vejam só !

1-Welwitschia Mirabilis: a planta mais resistente

planta estranha

A planta, nativa do deserto Namibe, na África, é realmente única: ela consiste de apenas  folhas e um caule com raízes. As folhas continuam a crescer indefinidamente, e o caule engrossa, em vez de ficar mais alto, e pode chegar a dois metros de altura e oito metros de comprimento. A estimativa de vida dessas plantas é de 400 a 1500 anos.

2-Dionaea muscipula

planta estranha

A dionéia é a planta carnívora mais famosa do mundo devido às suas armadilhas. A planta consegue sentir a presença de quase qualquer animal, desde formigas até aranhas. Ela então coloca as suas presas em posição de ataque e agarra a sua vítima em menos de um segundo

3-A maior flor do mundo

planta estranha

De todas, existe uma planta exótica específica, que é melhor você nunca encontrar. A Rafflesia Arnoldii é extremamente rara e tem 90 centímetros de largura e pode chegar a pesar mais de dez quilos. O problema da planta é que, quando está em seu habitat úmido, libera um terrível cheiro, sendo até chamada de planta-cadáver pelos nativos da Indonésia.

4- Flor-cadáver

planta estranha

O jarro-titã, flor-cadáver ou titan arum, em inglês, (Amorphophallus titanum) é a maior e mais malcheirosa "flor" do mundo. Trata-se de fato, não de uma flor, mas de uma inflorescência apelidada de espádice. Quando desabrocha, ela chega a atingir três metros de altura e pode pesar até 75 quilogramas.

Ela exala um forte odor que atrai insetos carniceiros (principalmente besouros), por isso a fama de maior planta carnívora do mundo.

Começa sua vida como um pequeno tubérculo, então solta uma única coluna afilada que cresce furiosamente, até 16,6 centímetros por dia.

Essa planta tuberosa, cultivada em diversos jardins botânicos, permanece endêmica somente às florestas tropicais do oeste de Sumatra, uma ilha da Indonésia, no Oceano Índico, onde é conhecida como "flor cadáver". Este nome pode derivar do cheiro nauseador que exala.

Quem a descobriu foi o botânico italiano Odoardo Beccari, em 1878.

Seu nome científico Amorphophallus titanum significa, literalmente: Falo gigante sem forma.

Pode viver até 40 anos, mas só floresce duas ou três vezes.

5- Baobá: a árvore-garrafa

planta estranha

O baobá é o nome comum de oito espécies de árvores nativas de Madagascar, existentes na África e na Austrália. Conhecida como "árvore-garrafa", ela não apenas se assemelha a uma, mas também consegue guardar em seu interior até 300 litros de água!

6- Árvore do sangue de dragão

planta estranha

Esta árvore tem o estranho formato de um guarda-chuva, e foi descoberta em 1882.

A Dracaena draco L., conhecida pelo nome comum de dragoeiro, é uma planta da classe Liliopsida, ordem Asparagales, família das Ruscaceae (Dracaenaceae) originária da região biogeográfica atlântica da Macaronésia, onde é nativa dos arquipélagos das Canárias, Madeira e Açores, ocorrendo localmente da costa africana vizinha e em Cabo Verde.1 Pode atingir centenas de anos de idade, produzindo árvores de grandes dimensões. Apesar de comum e muito apreciado como planta ornamental em jardins daqueles arquipélagos, o dragoeiro encontra-se vulnerável no estado selvagem devido à destruição do seu habitat. A sua abundância varia entre relativamente comum nas Canárias a raro na ilha da Madeira e na maioria das ilhas açorianas. A sua coloração avermelhada é considerada como o sangue de dragões de outras gerações, e era muito procurado como medicamento e tintura.

7-Selaginella lepidophylla: a planta da ressurreição

planta estranha

Também conhecida como a rosa de Jericó, esta espécie do deserto tem uma habilidade incrível de sobreviver a secas. Na falta de chuva ou umidade, a planta se enrola em uma bola e se desenrola apenas quando é exposta à umidade.

 

8-Hydnora africana

A Hydnora Africana, nativa dos áridos desertos da África do Sul, é uma planta parasita sem clorofila, que desenvolve-se debaixo da terra e emerge com a sua flor vermelha para agarrar as suas presas.

Trata-se de uma espécie surpreendente que revela uma apelativa flor carnuda que emerge do solo e exala um odor putrefacto para atrair os seus polinizadores naturais.


Fonte

A sua aparência incomum é incrivelmente parecida aos fungos e só se distingue deles no momento em que a flor se abre.

A flor começa a desenvover-se debaixo da terra e surge através do solo após chuvas abundantes, de forma casual, uma vez que pode ficar vários anos sem aparecer. Em condições favoráveis, demora, pelo menos, um ano para passar de botão a flor madura. Com uma cor que varia entre marrom e cinza enquanto é nova e cinza escuro quase preto quando envelhece, esta planta não tem folhas nem clorofila e pode alcançar uma altura entre 100 e 150mm.

Fonte

A flor  Hydnora Africana, uma vez visível na superfície, emite um cheiro a podre para atrair os diversos escaravelhos necrófagos e muitos outros insectos que procuram fezes. Atua como uma armadilha e captura insectos que ficam totalmente presos à planta e a polinizam. Uma vez terminada a polinização, a flor abre-se novamente para que possam escapar.

Esta planta também tem frutos subterrâneos que são procurados por alguns animais para alimento. Os frutos maduros podem crescer até 80mm. de diâmetro e contêm até 20.000 sementes por fruto. O seu sabor, levemente adocicado, atrai ouriços, toupeiras, rinocerontes, tatus, babuínos, pássaros e chacais que, ao não digerirem as sementes, permitem a germinação da planta, garantindo a sua sobrevivência.

09-Wolffia angusta:

Wolffia, comumente chamada watermeal é um género de 9 a 11 espécies, que incluem as plantas com algumas das menores flores na Terra. Estas plantas aquáticas lembram manchas de farinha de milho que flutuam na água.

Seus talos possuem cor verde ou verde-amarelo, e sem raízes. A flor é produzida numa depressão na superfície do topo do corpo da planta. Tem um estame e um pistilo (órgãos femininos das flores das Angiospermas).

A maioria das espécies têm uma distribuição muito ampla por vários continentes. Espécies de Wolffia são compostas por cerca de 40 por cento de proteína, aproximadamente o mesmo que o de soja, tornando-as um potencial de alta proteína fonte alimentar humana. Historicamente, têm sido recolhidas a partir da água, e utilizadas na culinária em grande parte da Ásia.

Uma das menores flores do mundo. Uma dúzia de plantas que facilmente cabem na cabeça de um alfinete e duas plantas em plena floração cabem dentro de uma pequena letra impressa "o."

Estranhas, não?

 

 

 

No Comments Yet.

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: